Alice, Canção das Flores

Não há lugar para mim - Reflexão

Sabe aquele sentimento de não pertencimento ao ambiente? Quando parece que apesar das pessoas ao nosso redor, estamos sozinhos, não nos encaixamos no grupo, não há lugar para nós e nossas ideias. É um problema? Definitivamente não!
Recentemente estive em uma situação que me fez pensar muito sobre minhas amizades e minha vida mundana; em uma universidade, onde a maioria dos professores e colegas são céticos e muitas vezes intolerantes, expressar uma opinião cristã pode ser bastante intimidador, mas sempre pedi a Deus coragem para nunca me abster de refletir a luz que está em mim.Discutíamos sobre a evolução da ciência e as teorias Darwinistas, sempre separei fé e estudos, mas sempre busco deixar claro a minha fé no Deus da criação; em dado momento um colega pergunta como minha igreja aborda o tema da evolução, falei que estudamos normalmente, mas acreditamos na criação; pessoalmente, pra mim é indiferente a forma como Deus criou o mundo, ou o fez evoluir, no fim de tudo somos criação de suas mãos. Até que a professora interviu, dizendo que ler a Bíblia como um livro de histórias de reflexão que falam sobre “o tal Jesus” era até bom, mas lê-la como um livro sagrado que fala de acontecimentos futuros era tolice, falou também sobre desejar que outros evangélicos fossem “mente aberta” como eu, que assim poderíamos até cursar História. Senti uma dupla ofensa, primeiro, ao tratar de evangélicos como pessoas ignorantes e intolerantes e segundo por minimizar minha fé. Como não sou de ficar quieta, imediatamente falei que sim, eu creio na Bíblia, é a palavra de Deus e eu quero seguí-la com todas as minhas forças, falar que alguns evangélicos são “mente aberta” é como falar que “alguns policiais são bons”, “alguns padres ñão são pedófilos”, assim como outros preconceitos diários.
Narro aqui, rapidamente, o que aconteceu comigo pois foi o que me inspirou a escrever este texto.
Há momentos em que percebemos que estamos sozinhos no mundo, podemos apenas contar com a presença de Deus em nossa vida, seremos minoria em um mundo corrompido que quer negar a existência do Criador, não querem aceitar que o ser humano não passa de pó e cinza e que seu conhecimento nada mais é do que fumaça. Nesses momentos é nosso dever como cristãos levantarmos a voz e seguirmos a ordem do Senhor de professar o evangelho de Cristo onde quer que formos.
E se a dúvida surgir? E se eu não conseguir falar? Também me pergunto isso nos meus momentos de reflexão, mas Deus tem me ensinado a não me preocupar porque no momento em que eu me dispôr a falar dEle, Ele estará no controle como diz em Lucas 21:15 – “Porque eu vos darei boca e sabedoria a que não poderão resistir nem contradizer todos quantos se vos opuserem” – se o Deus em quem eu confio é o dono da sabedoria e se compromete em me usar para falar com sabedoria e com palavras certas, por que eu deveria me preocupar?
Em primeiro lugar, é preciso disposição, “eis-me aqui, Senhor”, quando nos dispusermos a fazer o que Deus quer, estamos agradando a Ele, a nossa insegurança mostra como somos frágeis e dependentes e se, mesmo inseguros, prosseguimos, é porque aceitamos que Deus está no controle e é isso que o deixa feliz. E se ninguém aceitar o que eu falar? Novamente, temos uma palavra sobre isso: “E, se ninguém vos receber, nem escutar as vossas palavras, saindo daquela casa ou cidade, sacudi o pó dos vossos pés.” (Mateus 10:14), ou seja, precisamos nos abster de discussões desnecessárias, apresentamos nossa crença, falamos do Pai, mas se não abrem seus corações e nos respondem com palavras duras, Deus nos dará sabedoria para usarmos o silêncio também, ele nos guia em palavras e ações, conforme Êxodo 4:15: “E tu lhe falarás, e porás as palavras na sua boca; e eu serei com a tua boca, e com a dele, ensinando-vos o que haveis de fazer.”
Outro detalhe importante é que nesses momentos de confronto, nosso espírito deve estar fortalecido e em nenhum momento podemos ceder às nossas inclinações carnais, como humanos é  natural que fiquemos revoltados com certos comentários desagradáveis, mas se queremos falar de Deus, precismos ser reflexo dEle, portanto devemos no concentrar em agradar a Ele.
A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira. Provérbios 15:1
Este não é o nosso lugar, Deus tem planos maiores e melhores para nós, não devemos nos preocupar com os julgamentos humanos, se teremos amigos aqui na terra, afinal, não somos daqui.
Levantai-vos, e ide-vos, porque este não é lugar de descanso; por causa da imundícia que traz destruição, sim, destruição enorme. Miquéias 2:10
Descansaremos em um lugar maravilhoso onde só haverá louvor, palavras de adoração e cântico ao Deus onipotente, mas para nos encontrarmos com Ele nosso coração deve ser totalmente entregue a Ele, verdadeiros filhos dependentes e obedientes ao Pai, confessando todos os dias que dependemos dEle e que nossa vida e nosso louvor é apenas para Ele.
“A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo.” Romanos 10:9
“Mas qualquer que me negar diante dos homens, eu o negarei também diante de meu Pai, que está nos céus.” Mateus 10:33
Por isso, em nenhum momento, se abstenha de falar que sim, cremos em Deus e em Seu único filho Jesus Cristo, que veio para se entregar em favor de nós. E Deus usará nossa boca para profetizarmos e lançarmos a semente do Seu amor.

E ponho as minhas palavras na tua boca, e te cubro com a sombra da minha mão; para plantar os céus, e para fundar a terra, e para dizer a Sião: Tu és o meu povo. Isaías 51:16






Layout base por Julie Duarte ♥ Modificado e customizado por Segredo Feminino