Fim de ano

ayanami_rei_smile E aqui estamos mais uma vez terminando um ano, para mim a maior parte foi de bons momentos. Meu primeiro ano de faculdade, conheci várias pessoas que se tornaram muito queridas pra mim, fiz cosplays pela primeira vez, apesar de não ter ido em nenhum evento.

Agradeço a Deus por mais um ano abençoado e tenho certeza que o próximo ano será ainda melhor, mesmo que tenha alguns probleminhas, não serão mais do que isso, o que mais importa é a certeza que Deus nos protege e guarda, e estar junto com as pessoas que a gente ama.

Desejo a todos que lêem meu blog um ótimo ano, que Deus abençõe a cada um, muito obrigada por acompanharem minhas postagens. NEKOMIMI (1)

Não tenho tido muito tempo de preparar posts interessantes, mas nessas férias quero escrever alguns bons textos e parar de ficar enchendo post com imagens xD espero que continuem dando uma olhada por aqui de vez em quando.

Abraços e até a proxima /o/

Por que culpamos a Deus?

Um dos primeiros supostos argumentos daqueles que não crêem em Deus é sobre as tragédias e calamidades no mundo. Quando falamos que Deus é bom, imediatamente alguém retruca: “Se esse Deus é bom, se Ele realmente existe, por que crianças são abandonadas? Por que existe fome e sofrimento? Por que guerras e dor?”.

Nesse texto busco esclarecer rapidamente sobre esse assunto; as trsitezas que vemos num mundo que deveria ser perfeito entristecem aqueles que sabem o propósito da criação.

Pois bem, no primeiro capítulo de Gênesis vemos a narração da criação do mundo, os seis dias em que Deus trabalhou e o sétimo em que descansou. A partir versículo 27 podemos ler quando Deus criou os seres humanos:

Ele os criou parecidos com Deus. Ele os criou hoomem e mulher e os abençoou, dizendo:

-Tenham muitos e muitos filhos; espalhem-se por toda a terra e a dominem. E tenham poder sobre os peixes do mar, sobre as aves que voam no ar e sobre os animais que se arrastam pelo chão. Para vocês se alimentarem, eu lhes dou todas as plantas que produem sementes e todas as árvores que dão frutas (…) E assim aconteceu. E Deus viu que tudo o que havia feito era muito bom. A noite passou e veio a manhã. Esse foi o sexto dia” (Gn 1:27-31 NTLH grifo meu).

Vemos que o próprio Deus, o ser supremo, perfeito, viu que sua obra era boa. Agora imagine se pudessemos estar lá, Deus permitiu que o homem tivesse domínio sobre o restante da criação, assim podemos usá-la para alimentação, lazer, para construir abrigo ou para qualquer outra necessidade humanas. Além disso, se ainda estivéssemos lá teríamos uma vida muito mais saudável do que a que temos hoje, nada de produtos sintéticos, ar puro, alimentos diretos da fonte, inocência e pureza, um mundo sem pecado.

Mas como o coração do homem é enganoso; Deus criou o homem com capacidade para ecolher o que quer fazer, o homem não se sentiu satisfeito em seguir apenas uma regrinha que Deus colocou:

E o Senhor deu ao homem a seguinte ordem:

-Você pode comer as frutas de qualquer árvore do jardim, menos da árvore que dá o conhecimento do bem e do mal. Não coma a fruta dessa árvore; pois no dia em que você a comer, certamente morrerá.” (Gn 2:16-17 NTLH)

O homem foi criado para ser imortal, mas sempre teria a inocência, pois não existia pecado na terra recém criada.

Uma simples ordem a seguir diante de tanta liberdade, mas para o homem não foi suficiente.

“O homem disse:

- A mulher que deste para ser a minha companheira me deu a fruta, e eu a comi.

Então o Senhor perguntou à mulher:

-Por qu você fez isso?

A mulher respondeu:

-A cobra me enganou e eu comi.” (Gn 3:12-13 NTLH)

 

Assim o pecado entrou no mundo, não foi o primeiro pecado como muito dizem, e também não foi o sexo, como durante anos certas igrejas pregavam. O pecado já existia desde Lúcifer, pois este deixou a soberba tomar conta do seu coração, mas esse assunto fica pra outra hora. O primeiro pecado do homem não foi nada mais, nada menos do que a desobediência.

Outro detalhe que não podemos esquecer é o costume humano de não querer assumir a responsabilidade pelo seu próprio erro. O homem culpou a mulher, a mulher culpou a serpente. Será mesmo que não é diferente hoje? Claro que não, o homem sempre está procurando um culpado para seus próprios erros.

Sabemos que toda ação tem uma reação, toda atitude tem uma consequência. Então quando Deus viu que o homem e a mulher não resistiram e lhe desobedeceram aplicou-lhes um castigo. Não, isso não quer dizer que Deus é mau e não nos quer bem; qual o pai que não tenta corrigir o filho quando este faz algo que não deveria? Apenas os maus pais deixam que os filhos façam o que querem sem que haja consequências diretas.

“Então o Senhor Deus disse à cobra:

-Por causa do que você fez será castigada. Entre todos os animais só você receberá essa maldição: de hoje em diante você vai andar se arrastando pelo chão e vai comer o pó da terra.(…) (A descendência da mulher) esmagará a sua cabeça e você picará o calcanhar da descendência dela.

Para a mulher Deus disse:

-Vou aumentar o seu sofrimento na gravidez, e com muita dor você dará à luz filhos (…)

E para Adão Deus disse o seguinte:

- (…) Por causa do que você fez, a terra será maldita. Você terá que trabalhar duramente a vida inteira a fim de que a terra produza alimento suficiente (…) Terá de trabalhar no pesado e suar para fazer com que a terra produza algum alimento; isso é até que você volte para a terra, pois dela você foi formado. Você foi feito de terra e vai virar terra outra vez” (Gn 3:14-17 NTLH grifo meu)

Logo mais podemos ler em Gênesis 3:22 que Deus não permitiria que o homem comesse da árvore da vida e assim não poderia viver eternamente.

Por causa de seu erro o homem e a mulher perderam sua imortalidade, inocência e teriam que sentir dor e cansaço para construir e manter sua família.

A partir daí o homem povoou o mundo até os dias atuais, como Deus tinha prometido o homem tem domínio sobre a natureza e tudo que há nela. Será que a culpa é de Deus pelas catástrofes naturais, quando a própria ciência explica que se devem à vários fatores como contaminação das águas, destruição da camada de ozônio, poluição do ar? Será que a culpa é de Deus quando encontramos crianças abandonadas e abusadas andando pelas ruas? Quando vemos a fome e a miséria ao nosso redor? Realmente a culpa é de Deus? Ou a culpa é do sistema que o homem criou?

Os sistemas de governo em geral beneficiam aqueles que já tem dinheiro, mesmo iniciativas que visam ajudar pessoas em situação de marginalidade, não conseguem dar conta de tanta gente que sofre. Você realmente acredita que com todo o dinheiro que existe no mundo não seria possível extinguir a miséria? Mas além de enganoso, o coração do homem é egoísta, senão nós já teríamos ajudado muita gente por aí. E depois ainda queremos buscar alguém para culpar, assim como fizeram Adão e Eva. Nós somos responsáveis pelas nossas escolhas e atitudes, este é o livre arbítrio que Deus nos deu; podemos fazer o que quisermos, não é ótimo? Infelizmente a maioria das pessoas faz o que quer sem se importar com o próximo. Mesmo quem busca estar próximo de Deus erra, às vezes magoamos alguém sem perceber, ou deixamos de ajudar alguém que precisava, sem saber disso.

Este é o mundo que o homem escolheu, escolheu ter o conhecimento do bem e do mal, sua inocência o abandonou e a maldade passou a estar cada vez mais presente no cotidiano, as pessoas pagam um pelos outros, gente inocente é morta pela ganância de outras. Mas Deus é tão bom que mesmo que o homem negue a Ele todos os dias e tente provar sua inexistência, Ele ainda está de braços abertos para aqueles que reconhecem que só nEle há esperança e conforto para aqueles que sofrem, foi por amar tanto a sua criação que Deus, o Pai, enviou Jesus, seu filho, para que pregasse sua palavra e trouxesse redenção para aqueles que a buscam. Deus não é injusto, Ele perdoa e quer dissipar toda dor, mas Ele também é educado, só vai entrar em nossos corações se abrirmos a porta, Ele jamais nos forçará a seguirmos suas leis. E como disse Jesus:

Venham a mim todos vocês que estão cansados de carregar suas pesadas cargas, e eu lhes darei descanso. Sejam meus seguidores e aprendam comigo porque sou bondoso e tenho um coração humilde; e vocês encontrarão descanso. Os deveres que eu exijo de vocês são fáceis, e a carga que eu ponho sobre vocês é leve” (Mateus 11:28-29 NTLH)

É um prazer servir a Deus, seguir suas leis não é sacrifício, mas uma alegria que temos todos os dias, pois sabemos que um dia toda dor e sofrimento deixará de existir, pois Deus recompensa os filhos que lhe são fiéis.

“Ele enxugará dos olhos deles todas as lágrimas. Não haverá mais morte, nem tristeza, nem choro, nem dor. As coisas velhas já passaram.

Aquele que estava sentado no trono disse:

-Agora faço novas todas as coisas!” (Apocalipse 21:4-5 NTLH)

Esse será o cumprimento para a promessa que Jesus fez em Mateus 5:

“Felizes as pessoas que choram, pois Deus as consolará (…) Felizes as pessoas que tem misericórdia dos outros, pois Deus terá misericórdia delas. (…) Felizes as pessoas que trabalham pela paz, pois Deus as tratará como seus filhos”

Essa é a promessa que as pessoas que amam a Deus, reconhecem seus erros e se entregam de corpo, alma e espírito a Cristo, um dia irão receber.

Por enquanto, é isso Alegre

Era pra ser um pequeno texto, mas aqui está, obrigada a quem leu até o fim e espero que Deus toque em você de alguma forma.

Cassi.

Recomeço

Não há mais história,
Tudo já passou.
Apenas teias de aranha,
É a lembrança que restou.

O tempo castigou,
Não somos mais os mesmos.
Parece até que o vento levou
Nossos sentimentos e desejos.

Uma nova linha começa a ser traçada,
Degrau a degrau eu subo minha escada,
É só mais uma página virada,
De um infeliz conto de fadas.

Passo a passo começa a renovação,
Quem sabe a felicidade encontre meu coração.
Sem lembranças e recordações,
Sem os grilhões da solidão.

José Lourenço







Layout base por Julie Duarte ♥ Modificado e customizado por Segredo Feminino